Acidente/Chapecoense

29-11-2016 18:28

Palmeiras quer usar equipamento da Chapecoense na última jornada

No avião, que se despenhou na madrugada de hoje em Cerro Gordo, Colômbia, seguiam 22 futebolistas da Chapecoense, 28 dirigentes, membros da equipa técnica e convidados, 22 jornalistas e nove tripulantes.
Palmeiras
Foto: NELSON ALMEIDA / AFP

Palmeiras

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Palmeiras, clube brasileiro que assegurou no domingo a vitória no campeonato, vai pedir à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para disputar a última jornada do 'Brasileirão' com a camisola da Chapecoense, noticiou hoje a ESPN.

"O Palmeiras vai pedir à CBF para jogar com a camisola da Chapecoense na última jornada do campeonato", refere o clube paulista, em comunicado citado pela ESPN.

Em outra nota, os patrocinadores do clube, Crefisa e FAM, dizem "apoiar a decisão da direção do Palmeiras", faltando apenas o aval da marca desportiva que representa o clube, a Adidas, para a equipa alinhar contra o Vitória, a 11 de dezembro, com a camisola da formação de Chapecó.

Palmeiras e Chapecoense, clubes que alinham habitualmente de verde, defrontaram-se no último domingo, com vitória (1-0) para a equipa da casa, que se sagrou campeã brasileira com uma jornada por disputar.

O virtual campeão brasileiro faz parte de um grupo de clubes brasileiros que hoje anunciaram ter proposto à CBF que a Chapecoense não possa descer nas próximas três temporadas, além de empréstimos gratuitos ao clube em 2017 para o apoiar num "momento de solidariedade e união".

No avião, que se despenhou na madrugada de hoje em Cerro Gordo, Colômbia, seguiam 22 futebolistas da Chapecoense, 28 dirigentes, membros da equipa técnica e convidados, 22 jornalistas e nove tripulantes.

Na aeronave estavam 81 pessoas, das quais terão sobrevivido seis, três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

Entre os seis sobreviventes, constam três futebolistas da equipa brasileira, que ia disputar a primeira mão da final da Taça Sul-americana, com os colombianos do Atlético Nacional, em Medellín.

Conteúdo publicado por Sportinforma