Alemanha-Portugal

10-06-2012 12:57

Alemães ecoam racismo em Lviv

No estádio de Lviv Portugal perdeu em campo e nas bancadas mas não perdeu a compostura.
Alemães ecoam racismo em Lviv

Por Paulo M. Guerrinha, em Lviv sapodesporto@sapo.pt

Os adeptos alemães entoaram cânticos racistas, incendiaram cadeiras e papel, obrigando mesmo o speaker do estádio de Lviv a fazer várias intervenções.

O comportamento dos adeptos alemães durante o jogo com Portugal em Lviv provocou algum mal estar na organização da UEFA. Os alemães ecoaram cânticos racistas e levaram mesmo que a por diversas vezes o speaker do estádio fizesse alertas para pararem com as ofensas racistas.

No estádio, sempre que Nani pegava na bola eram audíveis os gritos a imitar macacos. Algo que a UEFA condenou através dos microfones do estádio.

Mas o público alemão insistiu e passou a arremessar bolas de papel para dentro de campo sempre que os jogadores lusos estavam perto da linha de fundo para marcar um cantou ou efectuar uma jogada (na primeira parte) e durante praticamente toda a segunda parte, apesar da insistência do speaker a apelar ao fair-play.

Ao intervalo a UEFA chegou mesmo a pedir para que na segunda parte a atitude fosse outra. Algo que não sucedeu com os adeptos alemães a incendiarem papéis e bancos na bancada topo, atrás da baliza defendida por Portugal no segundo tempo.