Man. United 1-0 Rostov

16-03-2017 21:57

Mata faz jus ao nome e catapulta Mourinho para os 'quartos' da Liga Europa

Equipa de Mourinho está nos quartos de final da Liga Europa após vencer os russos do Rostov com um golo solitário de Juan Mata.
Mata resolve jogo com Rostov
Foto: Peter Powell/EPA

Manchester United segue em frente na Liga Europa

Por Inês Antunes sapodesporto@sapo.pt

O Manchester United está nos quartos de final da Liga Europa, depois de vencer o Rostov por 1-0 no jogo da segunda mão dos 'oitavos', em Old Trafford. A equipa de José Mourinho tentou, tentou e lá conseguiu, aos 70 minutos, numa jogada de antologia entre os três homens da frente dos 'red devils': Mkhtiraryan cruzou na direita, toque de calcanhar de Ibrahimovic e Mata, ao segundo poste, só teve de encostar para o fundo das redes.

Depois do empate a uma bola na Rússia, a formação inglesa entrou determinada a selar o apuramento para a próxima fase e logo aos cinco minutos esteve muito perto de inaugurar o marcador: canto na esquerda, Rojo cabeceia para defesa de Medvedev, e, na recarga, nova intervenção do guardião do Rostov a travar o remate de Ibrahimovic.

Foi o primeiro de vários avisos dos 'red devils' ao longo da primeira parte, procurando bater a formação russa de todas as formas, ainda que sem sucesso. Ibrahimovic tentou a sorte ao minuto 16, mas o remate saiu por cima da baliza adversária. À passagem da meia-hora de jogo, foi a vez de Mkhitaryan tentar o chapéu a Medvedev, com a bola a sair ao lado.

Cinco minutos depois, o avançado sueco viu o esférico embater com estrondo no poste da baliza do Rostov. O Manchester bem tentava abrir o 'placard', mas o golo teimava em chegar. Antes do intervalo, Pogba também resolveu dar um ar da sua graça, mas foi travado por uma grande defesa do guarda-redes russo. Ao intervalo, o resultado era bastante enganador, mas a vantagem continuava a pertencer à equipa de Mourinho, que beneficiava de um golo fora de casa.

A segunda parte começou logo com uma contrariedade para os ingleses, com Pogba a ter de ser substituído por Fellaini, abandonando o relvado bastante queixoso. Poucos minutos depois, foi a vez de o Rostov assustar naquele que foi o primeiro remate enquadrado da equipa visitante, através de Azmoun, a obrigar Romero a uma excelente intervenção para canto.

Os 'red devils' voltaram à carga - cabeceamento perigoso de Ibrahimovic ao minuto 56 - mas acabaram por sofrer novo percalço, com a substituição forçada de Danny Blind por Phil Jones. Com medo de perder mais jogadores, 'Mou' até fez passar uma banana (sim, leu bem) a Marcos Rojo, que se encontrava com dores musculares. Não fosse o diabo tecê-las.

A equipa de Manchester acabaria por ver o seu esforço e falta de sorte recompensados ao minuto 70, numa daquelas jogadas que merecem ser vistas em 'loop' e, já agora, de novo descritas: cruzamento de Mkhtiraryan na direita, toque de calcanhar de Ibrahimovic e Juan Mata, ao segundo poste, a encostar para o fundo das redes. Curiosamente no melhor momento do Rostov no jogo.

Aproveitando esse crescendo, a formação russa ainda foi atrás do prejuízo e chegou mesmo a incomodar Romero por duas ocasiões, a última já no derradeiro minuto da partida (se a bola entrasse seriam os forasteiros a seguir em frente). Duas intervenções preciosas que ajudaram a segurar o 1-0 para os 'red devils'.

Conteúdo publicado por Sportinforma