Beira-Mar 3-3 SC Braga

03-02-2013 19:56

Braga afasta-se cada vez mais da dupla da frente

SC Braga e Beira-Mar empatam a três golos em Aveiro, num jogo de "loucos".
Braga afasta-se cada vez mais da dupla da frente

Por Sapo Desporto sapodesporto@sapo.pt

Beira-Mar e Sporting de Braga empataram hoje 3-3, um resultado que pode custar o terceiro lugar aos bracarenses, em jogo a contar para a 17.ª jornada da I Liga de futebol, disputado no Estádio Municipal de Aveiro.

Num encontro em que os aveirenses se mostraram audazes e estiveram sempre à frente no resultado, a equipa bracarense evidenciou carências defensivas e deixou dois pontos em Aveiro, que podem custar a perda da terceira posição para o Paços de Ferreira.

A partida começou melhor para a equipa da casa que se adiantou no marcador aos 12 minutos com um golo de Yazalde, que defrontou a equipa que o emprestou até ao final da época, num remate de fora da área que traiu o guardião Quim.

Quatro minutos depois, Yazalde voltou a ser protagonista de uma situação de perigo para o conjunto "aurinegro", que ficou a pedir grande penalidade por falta da defensiva do Braga sobre o camisola 24 do Beira-Mar.

Na sequência do lance, e devidos aos protestos, o treinador Ulisses Morais recebeu ordem de expulsão do banco pelo árbitro portuense Hugo Pacheco e viu o resto do jogo na bancada.

Os aveirenses dilataram a vantagem através de um pontapé livre aos 33 minutos, numa jogada em que os centrais do Braga deixaram Rui Sampaio solto, que só teve de empurrar para o fundo das redes da baliza dos visitantes.

Já perto do intervalo, o Braga reduziu a desvantagem, aos 41 minutos, na sequência de cruzamento de Hugo Viana e ao qual Éder deu o melhor seguimento, dando alento ao conjunto arsenalista, que ganhou novo fôlego.

Nos descontos da primeira parte, Alan restabeleceu a igualdade no encontro (45+1), num lance de bola parada, em que Hugo Viana bateu o livre, Rui Rego defendeu, mas a bola sobrou para o avançado bracarense, que não desperdiçou.

No segundo tempo, os visitantes pareceram querer tomar a iniciativa do encontro, mas não conseguiram encontrar o caminho da baliza dos aveirenses e foi o Beira-Mar que se voltou a colocar em vantagem com um golo de Rúben Ribeiro (57).

Ao minuto 78, num lance em que Mossoró enviou a bola à barra da baliza aveirense, João Pedro surgiu oportuno e, na recarga, carimbou o resultado final que ditou a divisão de pontos na partida.

O empate acabou por ser o menos mau dos resultados para o Braga, que não conseguiu fazer uma exibição segura em Aveiro, face a um Beira-Mar atrevido, e que podia ter terminado a partida com três pontos importantes na luta pela manutenção.