SC Braga

10-09-2016 09:34

António Salvador: "Rafa demonstrou vontade de ir para o FC Porto"

FC Porto, Benfica e Sporting estiveram na corrida por Rafa Silva, confirmou António Salvador.
António Salvador
Foto: ALEXANDRE RIBEIRO / LUSA

António Salvador confirmou abordagem leonina por Rafa Silva

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Sporting C. Braga, António Salvador, revelou este sábado, em entrevista ao Jornal de Notícias, que Rafa demonstrou vontade de rumar ao FC Porto numa fase em que os 'portistas' corriam sozinhos pela contratação do internacional português. O líder dos bracarenses confirmou também o interesse do Sporting em contratar Rafa Silva e que a entrada em cena do Benfica foi determinante para a escolha final do jogador.

"Numa primeira fase, esteve interessado o FC Porto, mas à frente apareceu o Benfica e, dois dias antes do fecho das inscrições, apareceu o Sporting", afirmou António Salvador em entrevista ao JN.

"O FC Porto demonstrou muito interesse no jogador e ele só não ficou mais cedo fechado por uma questão financeira do fair-play. Mas houve uma fase em que estava tudo acertado entre nós. Não fui eu que quis vender o jogador ao FC Porto, quem quis que o Rafa fosse para o FC Porto foi o seu empresário e o próprio Rafa, que demonstrou vontade em que se fechasse o negócio antes do playoff da Liga dos Campeões, para poder jogá-lo", revelou António Salvador.

"Ele demonstrou vontade de ir para o FC Porto, porque, numa primeira fase, só o FC Porto estava na corrida. Só mais tarde apareceu o Benfica", acrescentou o líder dos bracarenses.

Em relação à decisão do FC Porto desistir da transferência de Rafa Silva, António Salvador conta que Pinto da Costa chegou a reunir-se com António Araújo, mas que as negociações acabaram por não ter uma conclusão favorável.

O líder dos bracarenses relata como Pinto da Costa, já reunido com António Araújo, empresário de Rafa, lhe telefonou a pedir autorização para o jogador negociar o contrato com o FC Porto e que foi o próprio líder portista a ligar de novo para lhe dizer que 'não havia negócio', porque 'não estava para entrar em leilões'.

Conteúdo publicado por Sportinforma