Futebol

27-04-2017 16:35

Conselho de Arbitragem mantém confiança no árbitro Hélder Malheiro

Conselho de Arbitragem mantém voto de confiança no juiz depois das suspeitas levantadas no jogo Freamunde-Penafiel, devido a denúncias de eventual viciação de resultado.
Hélder Malheiro
Foto: Lusa

Hélder Malheiro

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) manifestou hoje que mantém confiança no árbitro Hélder Malheiro, depois das suspeitas levantadas no jogo Freamunde-Penafiel, devido a denúncias de eventual viciação de resultado.

"O CA confia no árbitro Hélder Malheiro, assim como em todos os restantes elementos das equipas de arbitragem que semanalmente dirigem os jogos das competições profissionais e não profissionais do país, zelando pelo cumprimento da lei e da verdade desportiva", disse Ana Raquel Brochado, porta-voz e vogal do CA, quando questionada pela Lusa.

A posição surge após o CA ter nomeado hoje o árbitro da associação de Lisboa para o jogo Portimonense-Leixões, da 39.ª jornada da II Liga, que se realiza no sábado, uma semana depois de várias pessoas, incluindo Hélder Malheiro e restante equipa de arbitragem, terem sido identificadas no final do Freamunde-Penafiel (1-2), na sequência de denúncias de eventual manipulação do resultado.

"Estamos a acompanhar o processo desde o primeiro momento e entendemos que a celeridade no esclarecimento do que efetivamente terá ocorrido será positiva para todos os intervenientes. O CA estará sempre na primeira linha do combate à viciação de resultados e entende que as autoridades judiciais e disciplinares devem investigar todos os casos que cheguem ao seu conhecimento", acrescentou Ana Raquel Brochado.

A GNR identificou várias pessoas no final do encontro, após uma queixa do presidente da SAD do Freamunde, Miguel Azevedo Brandão, segundo o qual uma pessoa, também identificada, lhe mostrou mensagens de telemóvel alegadamente recebidas antes do jogo em que constavam o resultado exato verificado ao intervalo e no final do jogo.

"Como todos os agentes desportivos, os árbitros têm direito ao bom nome e contarão sempre com o total apoio do Conselho de Arbitragem caso pretendam agir sobre quem não os respeite", afirmou ainda a porta-voz do CA.

O Penafiel, terceiro classificado, vencia ao intervalo por 1-0 e acabou por vencer por 2-1, num jogo em que o Freamunde, antepenúltimo da tabela e em risco de descida, protestou contra os três golos invalidados por Hélder Malheiro.

Em comunicado emitido na terça-feira, o Freamunde afirmou que "em momento algum foi dito às autoridades que a equipa de arbitragem estaria envolvida na possível combinação de resultados", e sublinhou que "foi um conjunto de decisões da equipa de arbitragem que levou a que o resultado do jogo" fosse aquele previamente anunciado através de SMS para a testemunha que contactou o clube.

Conteúdo publicado por Sportinforma