Primeira Liga

21-05-2017 10:23

Presidente do Marítimo diz que Daniel Ramos fica. Técnico não promete nada

Carlos Pereira está confiante que Daniel Ramos vai continuar a liderar o clube insular. Já o treinador diz que todos os cenários são possíveis.
Daniel Ramos
Foto: LUSA

Daniel Ramos é o treinador do Marítimo

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, disse este domingo estar confiante na continuidade de Daniel Ramos como treinador da equipa de futebol da I Liga, mas o técnico admitiu que todos os cenários são possíveis, incluindo a saída.

Na festa da receção da equipa na Praça do Município e na Câmara Municipal do Funchal, as centenas de adeptos presentes pediram a Daniel Ramos que ficasse nos ‘verde rubros’ na próxima temporada, na qual o Marítimo vai marcar presença na terceira pré-eliminatória da Liga Europa, um ponto essencial para Carlos Pereira.

"Creio que esta receção coube em fundo naquilo que é o sentimento do Daniel e naquilo que foi a aposta do Marítimo no Daniel. Tem dois anos [de contrato] e, por isso, acho que vai querer cumprir. Participar numa prova europeia é uma etapa da sua vida, que, no ano passado, não pensava nela", destacou.

Com o objetivo bem traçado de querer marcar presença na fase de grupos da prova europeia, o presidente dos insulares quer os pés "bem assentes na terra" e "sem entrar em loucuras", apesar de admitir que o investimento tem de ser maior na nova época.

"Ele sabe perfeitamente que, ao longo deste tempo, temos conversado muito sobre a construção do futuro, sabendo que será sempre dentro das possibilidades do orçamento do Marítimo, mas, agora, vamos tentar fazer um pouco mais e um pouco melhor", referiu.

Carlos Pereira salientou ainda que os contratos são para cumprir e, caso surja uma proposta "surpreendente", irá falar com o treinador para "chegar ao melhor entendimento".

Para Daniel Ramos, continuar é considerado um cenário natural e a próxima semana é apontada como decisiva para ser conhecido o futuro.

"Sinto-me bem, sinto-me acarinhado. Basta ver a recetividade que tive na chegada, todo o apoio que me têm dado, isso é inegável. Estou a tentar retribuir e acho que estou a fazer de uma boa forma. Se algo de especial acontecer, será nos próximos dias, porque já estamos a planear a próxima época e é importante para um treinador sentir aquilo que quer e qual é o projeto que tem pela frente", disse.

Com um discurso "transparente", o desejo do técnico é de continuar a progredir na carreira, mostrando-se grato pela oportunidade dada de poder orientar uma equipa da I Liga.

Daniel Ramos salientou ainda que todas as possibilidades passam pelo presidente e que existe uma relação frontal e aberta entre os dois.

"Poderá ser um clube que não vai à Europa ou uma equipa estrangeira. Não está em cima da mesa, mas é um cenário possível. Eu disse ao presidente que se acontecer algo positivo para mim, participo, e se houver uma abordagem ao Marítimo, para me dizer porque depois iremos resolver", acrescentou.

Conteúdo publicado por Sportinforma