Futebol

02-05-2017 13:58

Emílio Peixe aponta aos 'oitavos' no Mundial de sub-20

O treinador da seleção portuguesa de futebol de sub-20 mostrou-se consciente dos "pergaminhos" que Portugal tem na competição.
Emílio Peixe
Foto: DR

Emílio Peixe

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O treinador da seleção portuguesa de futebol de sub-20 estabeleceu, esta terça-feira, como prioridade a passagem aos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo da categoria e mostrou-se consciente dos "pergaminhos" que Portugal tem na competição.

"Os pergaminhos que temos ao nível desta competição é mais um fator de motivação e acarreta essa responsabilidade. Gostamos dessa confiança que os portugueses depositam em nós. O nosso primeiro grande objetivo é passar à fase seguinte. O segundo é ficar em primeiro no grupo", afirmou Emílio Peixe, em conferência de imprensa.

Ainda assim, o técnico, que anunciou os 21 convocados para o Mundial, que se vai disputar na Coreia do Sul, entre 20 de maio e 11 de junho, frisou que a presença na final é um "sonho".

"Gostava muito de vir no dia 11 [de junho]. Sonhamos e estamos a preparar este momento há cerca de um ano. Tanto a federação como os jogadores querem muito ganhar. O que nos alimenta é ganhar, mas não podemos fugir e de um dos focos principais da formação, que é projetar jogadores para a seleção A. Mas, até lá, queremos muito ganhar", salientou.

Segundo Peixe, as ausências do crónico candidato Brasil e do campeão em título Sérvia indicam que as seleções presentes "foram mais fortes no trajeto para o Campeonato do Mundo", no qual Portugal vai ter defrontar Zâmbia, Costa Rica e Irão, no grupo C.

"A Zâmbia é uma seleção com três jogadores que já trabalharam com a seleção principal. É uma equipa muito competitiva e agressiva, com jogadores muito evoluídos tecnicamente. A Costa Rica tem jogadores que jogam em contextos competitivos diferentes e não será um adversário nada fácil. O Irão é uma equipa recheada de qualidade a nível individual", analisou.

O antigo internacional luso, que fez parte da seleção sub-20 que conquistou o Mundial de 1991, destacou "o trabalho extraordinário que tem sido feito na formação" e justificou a presença de sete atletas sub-18 nos convocados.

"Procuramos a promoção e projeção dos melhores jogadores. É inédito ter tantos jogadores da geração de 1999, mas entendemos que são os melhores", disse.

Fora das escolhas ficou o médio Gonçalo Rodrigues, do Benfica, que mereceu uma palavra especial de Emílio Peixe, após se ter lesionado novamente com gravidade.

"Quero agradecer a todos os que fizeram parte deste grupo ao longo de cinco anos. Não gosto de individualizar, mas o Gonçalo Rodrigues, que teve uma lesão muito grave em novembro, recuperou, estava pré-convocado, mas infelizmente voltou a lesionar-se. Conheço-o bem e sei que voltará mais forte", transmitiu.

Portugal inicia o Mundial sub-20 diante da Zâmbia, a 21 de maio, seguindo-se os embates com a Costa Rica e Irão, a 24 e 27 do mesmo mês, respetivamente.

Antes de viajar para a Coreia do Sul, a seleção nacional vai realizar um estágio no Japão, entre 10 e 16 de maio, tendo já agendado um encontro de preparação diante dos Estados Unidos, a 15 de maio.

Conteúdo publicado por Sportinforma