Futsal Internacional

17-03-2017 18:03

Falcão diz 'adeus' à seleção brasileira frente à Colômbia

Jogador referiu nas redes sociais que o próximo jogo do 'escrete' ditará o fim da sua carreira internacional.
Falcão
Foto: EPA

Falcão já tinha dito adeus antes do Mundial 2016

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O brasileiro Falcão, quatro vezes considerado o melhor do mundo pela FIFA, anunciou esta sexta-feira que se vai despedir da seleção brasileira de futsal no jogo com a Colômbia, a 26 de março.

Aos 39 anos, e depois de quase 20 anos desde o primeiro jogo pela ‘canarinha’, Falcão retira-se do ‘escrete’ “com muita dor no coração”, refere num texto publicado na rede social Facebook.

“Como eu queria que fosse eterno, eterno mesmo. Que durasse milénios. A sensação de vestir esta camisola foi a melhor coisa que pude sentir”, acrescentou o ala, que venceu o campeonato do mundo de seleções em 2008 e 2012.

O jogador, que fará 40 anos em junho, já tinha anunciado o adeus antes do Mundial2016, na Colômbia, mas fará agora o último jogo oficial no Desafio Internacional de Futsal, antes de uma partida de despedida que será disputada em São Paulo, sem que seja ainda conhecida data.

Além de ter conquistado por quatro vezes o prémio FIFA para o Futsalista do Ano, Falcao é o recordista de presenças e golos em fases finais de campeonatos do mundo, com 36 jogos e 48 tentos apontados.

Aos dois mundiais conquistados em cinco participações, juntam-se ainda cinco troféus da Copa América, com o primeiro a ser conquistado em 1998 e o último em 2011, além de seis taças dos Libertadores pelos vários clubes brasileiros que representou, bem como nove campeonatos do Brasil.

Falcão começou a jogar futsal no Corinthians, no qual chegou a treinar com a equipa de futebol, ainda antes de atuar como futebolista pelo Palmeiras em 2005, tendo representado depois mais de uma dezena de emblemas de futsal brasileiros, competindo ainda noutras variantes do desporto, como o futebol de 7 ou o 'indoor'.

Conteúdo publicado por Sportinforma