MotoGP

02-07-2017 17:16

Márquez vence na Alemanha e sobe à liderança do Mundial

O espanhol Marc Marquez (Honda), campeão mundial em título, assumiu a liderança do Mundial de motociclismo de velocidade em MotoGP.
Marc Márquez
Foto: MOHD RASFAN / AFP

Marc Márquez

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O espanhol Marc Marquez (Honda), campeão mundial em título, assumiu a liderança do Mundial de motociclismo de velocidade em MotoGP, ao vencer o Grande Prémio da Alemanha, disputado no Sachsenring.

Marquez, campeão mundial em 2013, 2014 e 2016, vence há oito anos em Hohenstein-Ernstthal, em 2010 em Moto 3, em 2011 e 2012 em Moto 2, e em 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017 em MotoGP, mostrando que Sachsenring é um circuito de eleição para si.

O triunfo permitiu ao espanhol assumir, após nove provas, a liderança do Mundial, com 129 pontos, mais cinco do que o seu compatriota Maverick Viñales (Yahama), que foi quarto, enquanto o ex-líder, o italiano Andrea Dovizioso (Ducati) foi oitavo e caiu para o terceiro lugar.

Márquez, que partiu da ‘pole position’, não falhou no seu circuito talismã, no qual venceu sempre que competiu, e bastaram seis voltas para que a corrida começasse a ficar definida, com um trio formado por Jonas Folger, Márquez e Dani Pedrosa.

Atrás deles surgiam Danilo Petrucci, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Andrea Dovizioso, Aleix Espargaró, Cal Crutchlow e Maverick Viñales.

O alemão Folger queria brilhar em casa, e conseguiu, mas aguentou apenas cinco voltas na frente, até à 11.ª, quando Marc Marquez regressou à frente, e os dois pilotos assumiram a luta pela liderança.

Entre os favoritos, o campeoníssimo italiano Valentino Rossi, que no último fim de semana tinha vencido em Assen, na Holanda, terminou em quinto, recuperando quatro posições em relação à sua saída do nono lugar da grelha.

Em Moto2 o português Miguel Oliveira (KTM) foi hoje segundo classificado, depois de ter largado do sexto lugar.

Miguel Oliveira ainda liderou a corrida na penúltima volta, mas o italiano Franco Morbidelli (Kalex), líder do Mundial, retomou o comando à entrada da última volta e assegurou o seu sexto triunfo no campeonato.

O piloto de Almada conseguiu o seu terceiro pódio da época, após o segundo lugar na Argentina e o terceiro em Espanha, e ascendeu à terceira posição do campeonato do mundo, com 114 pontos, atrás de Morbidelli (173) e do suíço Thomas Luthi (136).

Na categoria de menor cilindrada, o Moto3, o triunfo foi para o espanhol Joan Mir (Honda), que reforçou a sua liderança no Mundial.

Conteúdo publicado por Sportinforma