Liga Inglesa

12-07-2017 13:28

Liverpool acusado de falsificação de documentos na Premier League

Em causa está um documento que envolve um jovem jogador de 12 anos, o Stoke City e uma promessa de dinheiro.
Estádio de Anfield Road
Foto: DR

Liverpool está a ser acusado de falsifição

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Liverpool está a ser acusado de ter falsificado documentos relativos a propinas de um jogador de 12 anos. De acordo com o Telegraph, os ‘reds’ tinham-se comprometido a pagar as propinas de uma jovem promessa como ‘cláusula’ para que ele aceitasse assinar pelo clube e deixar o Stoke City, mas fizeram alterações não autorizadas de modo a evitar pagar o valor acordado.

Segundo o jornal inglês, o Liverpool tinha acordado pagar as propinas do colégio do jovem de 12 anos três dias antes de o ano letivo começar. Os pais do jogador acordaram e o assunto ficou fechado na altura. Contudo, as propinas foram-se acumulando e os progenitores do jovem médio pediram esclarecimentos ao Liverpool depois de ficarem endividados que apresentou um documento, o tal que será, alegadamente, falso, em que a data é posterior ao arranque do ano letivo.

Com efeito, os ‘reds’ terão dito que a promessa de pagar as propinas estava preparada, mas apenas para a temporada seguinte. No entanto, os pais do jogador apresentaram uma queixa por falsificação de documentos visto que os documentos que foram apresentados à Premier League tinham um número a mais que colocavam o acordo entre as duas partes oficial duas semanas depois de o ano letivo ter começado ao invés dos três dias antes do arranque das aulas.

A situação da família do jovem de 12 anos complicou-se bastante devido às dívidas que contraíram com propinas do colégio privado onde ficou o seu filho. Assim, como compensação, a família exige uma indeminização de mais de 50 mil euros aos ‘reds’. Este valor compreende as propinas de um ano de colégio mais uma compensação por o jogador não ter estado noutra academia.

Segundo o pai do jogador, a questão não se pende pelo valor em si, mas no facto de o jogador ter sido ‘marcado’ por outros clubes.

“A melhor liga do Mundo ‘vende’ o sonho do futebol aos jovens um pouco por todo o mundo, mas criou um pesadelo para o meu filho. O que o Liverpool fez é uma vergonha para o clube. Eles estragaram a carreira do meu filho e deixaram-no desesperado. No último ano tem estado no limbo e está ‘marcado’ por outros clubes. Ninguém quer nada a ver com ele agora”.

A queixa de falsificação vai ser apresentada à Premier League para ser revista e para tomar uma decisão. Segundo o Telegraph, será um tribunal ligado ao desporto a tomar conta da ocorrência.

Conteúdo publicado por Sportinforma