FC Porto 1-0 Estoril

20-08-2016 22:20

André Silva fez o Estádio do Dragão respirar de alívio

O jovem avançado português marcou o único golo da partida aos 84 minutos.
André Silva celebra o golo da vitória do FC Porto sobre o Estoril
Foto: FERNANDO VELUDO/LUSA

André Silva celebra o golo da vitória do FC Porto sobre o Estoril

Por João Agre sapodesporto@sapo.pt

O FC Porto recebeu e venceu, este sábado, o Estoril-Praia por 1-0, em jogo referente à segunda jornada do campeonato português. André Silva marcou, aos 84 minutos, o único golo da partida, jogado com muita ansiedade por parte dos homens de azul e branco.

Quanto ao onze inicial, o treinador Nuno Espírito Santo fez bastantes alterações no onze inicial em relação ao apresentado na quarta-feira passada diante da Roma. Na defesa, a entrada de Miguel Layún foi previsível devido ao castigo de Alex Telles. No meio-campo, saltaram à vista as entradas de Corona e Rúben Neves. No ataque a surpresa foi mesmo Silvestre Varela.

Excelente início de jogo por parte do FC Porto que logo aos 4’ teve a sua primeira oportunidade de golo. Boa iniciativa de Corona na esquerda, a cruzar para a área, mas Varela não conseguiu chegar para o desvio. O extremo portista ficou a queixar-se de um empurrão nas costas de Joel, mas o árbitro Luís Ferreira mandou seguir.

Três minutos depois, Otávio cabeceou na área, após canto na direita de Layún, com a bola a bater na trave. Nos dois pontapés de canto seguintes, Marcano cabeceou duplamente com perigo para a baliza de Moreira.

Aos 17’, FC Porto voltou a criar perigo, com um corte de Dankler a um cruzamento da direita e a bola a sobrar para Otávio que, à entrada da área, rematou para uma boa defesa de Moreira. Na recarga, Varela atirou de fora da área, com Dankler a cortar de cabeça.

Do lado do Estoril, nota para Alisson Farías, que, aos 36’, recebeu na esquerda, puxando para o pé direito e rematando colocado à entrada da área, para uma defesa complicada de Casillas.

Os Dragões bem tentaram mas foram para o intervalo a verem um nulo no marcador do Estádio do Dragão,

No recomeço da partida, Nuno Espírito Santo mexeu na equipa, fazendo entrar Adrián López para o lugar de Silvestre Varela.

O segundo tempo foi um domínio maior que o primeiro, um autêntico festival de lances perto da baliza do Estoril. Contudo, foi também um festival de oportunidades falhadas por parte dos homens de azul e branco.

Nuno Espírito Santo ainda lançou André André e Sérgio Oliveira (para os lugares de Herrera e Otávio respetivamente), mas a mudança não fez efeito no estilo de jogo.

Aos 79’, André Silva caiu perante a oposição de Thiago Cardoso e ficou a protestar mas, Luís Ferreira mandou seguir e a defensiva do Estoril resolveu.

O golo da vitória portista surgiu nos minutos finais, com André Silva a ser o salvador. Num bom cruzamento na esquerda de Layún para a área, surgiu o avançado português a cabecear colocado, sem hipótese de defesa para Moreira.

Apesar do sofrimento, o FC Porto estreou-se a vencer no Estádio do Dragão neste início de temporada. Sporting venceu (0-1) esta tarde em Paços de Ferreira e o Benfica entra em ação amanhã com o Vitória de Setúbal.

Conteúdo publicado por Sportinforma