FC Porto 1-0 Académica

10-02-2010 22:08

Mariano leva FC Porto à final da Taça da Liga

O golo solitário de Mariano González, aos 82 minutos, leva, pela primeira vez, o FC Porto à final da Taça da Liga. Dragões e Águias disputarão o troféu da 3ª edição da prova no Estádio do Algarve a 20 de Março.
Mariano leva FC Porto à final da Taça da Liga

Por João Agre sapodesporto@sapo.pt

A oito minutos dos 90, Mariano González marcou um golo extraordinário, fora da área, depois de um cruzamento atrasado de Varela para Ruben Micael que assistiu Mariano à entrada da área. O argentino rematou forte e colocado, de pé esquerdo, fora do alcance de Ricardo. Este único golo leva o FC Porto, pela primeira vez, à final da Taça da Liga, a ser disputado com o Benfica.

O FC Porto esteve melhor na segunda parte, mais insistente e seguro nos ataques, aproveitando o “autocarro negro” instalado na defesa da Académica.

Mas foi a Académica que entrou melhor em campo. Com os estudantes a jogarem da forma como gostam, através de contra-ataques. Durante a primeira parte ainda assustaram a baliza defendida por Nuno.

Aos 12 minutos, Belluschi teve nos pés a oportunidade de fazer o primeiro golo que, depois de ter feito o mais difícil, desfazer-se de três defesas dentro da grande área, chutou fraco à figura de Ricardo.

O FC Porto conseguiu marcar um minuto depois, por intermédio de Bruno Alves, com um cabeceamento, mas o árbitro Pedro Proença anulou o golo ao capitão portista por suposto fora-de-jogo.

Aos 38 minutos coube ao veterano guardião Nuno efectuar uma excelente defesa depois de um remate potente, de fora da área, de Emídio Rafael. Nos últimos instantes da primeira parte o FC Porto sofreu muita pressão da equipa de Villas Boas dentro da grande área dos azuis e brancos.

Na segunda parte foi o FC Porto que entrou mais forte e decidido a mudar o rumo do jogo. Mas foi a Académica que esteve mais perto de fazer o primeiro golo no Estádio do Dragão nos primeiros minutos dos segundos quarenta e cinco minutos. Primeiro Berger e depois Sougou não conseguem finalizar com sucesso.

Silvestre Varela, ao minuto 56, desfez-se de toda a defesa, depois de uma grande corrida, e remata forte para grande defesa de Ricardo.

Ao minuto 68, Orlando Sá fez levantar os adeptos presentes no Estádio do Dragão ao rematar rasteiro e próximo de Ricardo, depois de um belo passe de Miguel Lopes, mas a bola parou nas luvas do guardião dos Estudantes.

Nos últimos quinze minutos dos 90, a Académica montou uma muralha negra na defesa, levando os dragões a pressionar mais no ataque.

FC Porto defrontará o Benfica, que ontem venceu o Sporting por 1-4, a 20 de Março no Estádio do Algarve.