Taça da Liga

07-08-2011 19:05

Trofense empata em casa

Na próxima e última jornada desta primeira fase, o Trofense desloca-se ao terreno do Belenenses, enquanto o Penafiel vai a Matosinhos defrontar o Leixões.
Trofense empata em casa

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Trofense e Penafiel empataram hoje 1-1 na Trofa, em encontro da segunda jornada do grupo A da primeira fase da Taça da Liga em futebol.

Manoel (59 minutos), de grande penalidade, fez o primeiro golo e Moustapha (64) empatou, quando o Trofense já estava em inferioridade numérica devido à expulsao de Zé Manel.

Jogo equilibrado, mas muito fraco no que diz respeito a um espetáculo de futebol entre duas equipas ainda em construção. Ambos vinham de empates: o Trofense tinha empatado 1-1 com o Leixões, enquanto o Penafiel, também em casa, não tinha ido além de um 0-0 frente ao Belenenses.

Na primeira parte, destaque para os remates de Zé Manel, aos dois e aos 22 minutos. Valeu aos visitantes a atenção de Riça. Do lado da equipa orientada por Francisco Chaló, nota para o livre perigoso apontado por Manoel, que Marco defendeu já em esforço.

A apatia dentro de campo continuou no segundo tempo. A defesa trofense demonstrava muita dificuldade em fazer a ligação com o ataque, dando espaço aos jogadores do Penafiel.

Aos 57 minutos, o juiz setubalense Bruno Esteves considerou que Zé Manel travou em falta, na grande área, Ruben e na cobrança da grande penalidade Manoel inaugurou o marcador (59 minutos).

Apesar de reduzida a dez unidades, a equipa de António Sousa procurou imediatamente o empate. Moustapha num remate cruzado, aos 64 minutos, repôs a igualdade.

A marcação dos golos no espaço de cinco minutos pareceu despertar os jogadores de ambos os lados. Aos 70 minutos, o guardião trofense teve oportunidade de brilhar, ao defender um pontapé muito forte e de frente para a baliza de Manoel.

Aldair, aos 78 minutos, protagonizou a jogada e o "disparo" da tarde, passando no lado direito três jogadores. Marco estava completamente batido, mas a bola encontrou a barra da baliza trofense pelo caminho e sobrou para a defesa da casa.

Ruben (82) e Valdemar (89) estiveram perto de fazer o segundo, mas os remates foram menos convictos do que as defesas de Marco. Riça também esteve bem, aos 85, quando impediu que Reguila marcasse.