Rio'2016

16-08-2016 14:36

Cabo-verdiano na meia-final dos 400 metros barreiras após protesto

Jordin Andrade correu na segunda-feira os 400 metros barreiras no Rio2016 com um tempo de 49.35 segundos, tendo ficado em 4.º lugar da sua série.
Jordin Andrade em ação na prova dos 400 metros barreiras
Foto: Antonio Lacerda

Jordin Andrade em ação na prova dos 400 metros barreiras

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O atleta cabo-verdiano Jordin Andrade apurou-se para a meia-final dos 400 metros barreiras dos Jogos Olímpicos Rio2016, após o Comité Olímpico de Cabo Verde ter protestado a eliminação do atleta nas eliminatórias, por falta técnica.

"Após a realização de um protesto logo a seguir à prova, através da análise técnica do selecionador Júlio Nagana, foi dado um provimento positivo por parte da IAAF [Associação das Federações Internacionais de Atletismo], que coloca o nosso atleta Jordin Andrade nas meias-finais dos 400 metros barreiras", anunciou o Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC).

Jordin Andrade correu na segunda-feira os 400 metros barreiras no Rio2016 com um tempo de 49.35 segundos, tendo ficado em 4.º lugar da sua série, mas teria direito ao apuramento.

Entretanto, o atleta, de 24 anos, derrubou a última barreira e foi desqualificado pela organização por falta técnica.

O Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) apresentou um protesto, por entender que o atleta não derrubou a barreira de propósito, e teve provimento positivo da IAAF.

Jordin Andrade vai disputar a meia-final dos 400 metros barreiras na noite desta terça-feira.

"Pela primeira vez, um atleta cabo-verdiano passa para a fase seguinte nuns Jogos Olímpico", prosseguiu o COC, dizendo que foi um "desfecho que mudou a história da participação de Cabo Verde" no evento multidesportivo.

Além de Jordin Andrade, Cabo Verde está representado nos Jogos Olímpicos Rio2016 por mais quatro atletas, sendo Lidiane Lopes, que ficou em 9.º na classificação geral dos 100 metros, e Davilson Morais, que foi eliminado no pugilismo, na categoria de +91kg.

Na quarta-feira, Maria Andrade compete no taekwondo e o último atleta a entrar em cena será a Eliane Boal, que vai representar o país na ginástica rítmica, no dia 19.

Conteúdo publicado por Sportinforma