Para o ex-futebolista e comentador da TV Globo Walter Casagrande a equipa brasileira jogou melhor o primeiro tempo, quando terminou com uma vantagem de 1-0, mas reagiu mal quando a Holanda marcou o primeiro golo, na segunda etapa.

“Futebol não perdoa ninguém, ainda mais numa Copa do Mundo. O Brasil começou melhor e poderia ter matado o jogo logo na primeira etapa, mas não fez e acabou por levar uma virada da Holanda”, disse.

“Fiquei surpreso como a equipa perdeu completamente o equilíbrio emocional logo no primeiro golo da Holanda, mesmo os jogadores mais experientes”, salientou.

O comentarista Caio Ribeiro, da TV Globo, sublinhou as falhas individuais dos futebolistas, nomeadamente no primeiro golo da Holanda, com a do guarda- redes Júlio César e do defensor Felipe Melo.

“Uma falha individual prejudicou todo a equipa que também não soube reagir na segunda etapa da partida”, afirmou.

“O Brasil deixou escapar o que poderia ser uma vitória fácil no primeiro tempo, desperdiçando muitas oportunidades, e não soube conter a Holanda, na segunda metade da partida”, salientou o comentador Paulo Roberto Falcão.

Os comentadores lamentaram também o comportamento do defensor Felipe Mello, que foi expulso da partida ao receber um cartão vermelho, depois de uma entrada dura no adversário.

“Parece a repetição de um filme já visto”, disse o comentador Galvão Bueno, da TV Globo, referindo-se ao comportamento violento já mostrado pelo futebolista na primeira fase do Mundial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.