Rio2016

06-08-2016 09:00

As “esperanças lusas’ para as medalhas nos Jogos Olímpicos

Com os Jogos Olímpicos a decorrer, passamos em revista os atletas mais cotados da comitiva portuguesa.
Jogos Olímpicos 2016
Foto: AFP

Jogos Olímpicos 2016

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Aqui estão os Jogos Olímpicos do Rio’2016. Depois da sessão de abertura está na hora de pôr ´mãos a obra` e começar a luta pelo pódio e pelas medalhas. Na segunda maior comitiva de sempre de uma edição dos Jogos Olímpicos, Portugal não tem nenhum claro favorito às medalhas, mas isso não impede os atletas ‘lusos’ de darem o seu melhor para contrariar as expectativas.

Perfil de Nélson Évora

Nélson Évora é provavelmente o português em que se depositam mais esperanças. O atleta do Benfica é o único membro da comitiva que sabe o que é ganhar uma medalha de ouro em olimpíadas e está no Rio de Janeiro para tentar uma última vez ser Campeão Olímpico no triplo salto. A aventura nos Jogos não se espera fácil, mas com Nélson Évora não é impossível.

Perfil de Patrícia Mamona

Do triplo salto surge outra esperança ‘lusa’ para a competição do Rio de janeiro. Patrícia Mamona é campeã da Europa e vai estar nos jogos como a melhor saltadora de toda a Europa. Nos Jogos Olímpicos a dificuldade aumenta, mas a atleta do Sporting vai tentar o melhor para, no mínimo, chegar à final.

Perfil de Sara Moreira

Ainda no atletismo, a comitiva portuguesa leva um contingente forte para ‘atacar’ a Maratona feminina. Com Sara Moreira à cabeça, Portugal pode aparece no top 10. A atleta portuguesa chega ao Rio de Janeiro como a campeã da Europa da Meia-Maratona de Amsterdão. Com a presença das atletas africanas, a história muda de figura.

Perfil de Fernando Pimenta

Fora da pista e dentro de água, Portugal conta com Fernando Pimenta como um dos mais fortes candidatos a medalha na canoagem. Depois de ter ganho a prata nos Jogos Olímpicos de Londres’2012 em K2 1000 metros com Emanuel Silva) na estreia, o português está no Brasil para tentar melhorar.

Perfil de Rui Costa

Das águas da Baia da Glória para as estradas de alcatrão, encontramos Rui Costa. O antigo Campeão do Mundo de Ciclismo é uma das esperanças mais fortes de Portugal no que toca a aspirar a medalhas. O atleta da Lampre-Merida entra já este sábado em ação.


Dentro de portas também há competição e expectativas

Apesar de grande parte dos Jogos Olímpicos serem realizados ao ar livre, as provas ‘indoor’ ganham algum destaque para a comitiva portuguesa. É dentro de portas e nos espaços fechados que Portugal tem esperança de conquistar algo.

Perfil de Telma Monteiro

Na sua quarta presença em Jogos Olímpicos, Telma Monteiro vai à procura do título que falta. Depois de seis títulos europeus e cinco ‘vices’ no Mundial, a atleta portuguesa está mais forte do que na primeira participação em Jogos Olímpicos. Dos 18 anos aos 30, Telma melhorou e está pronta para a consagração enquanto uma das melhores judocas do Mundo.

Perfil de Rui Bragança

Em modalidades de combate, Telma Monteiro não é a única a ser observada com atenção. Rui Bragança vai estrear-se em Jogos Olímpicos no taekwondo e chega ao Brasil com um currículo invejável. Campeão da Europa em 2016, Medalha de Ouro nos Jogos Europeus de Baku em 2015 e a posição de topo no ranking da modalidade dão muitas esperanças de uma medalha histórica no taekwondo.

Perfil de João Costa

João Costa pode até ser o atleta mais velho da comitiva portuguesa, mas isso não quer dizer que tenha menos ambição do que os ‘colegas’ mais novos. Aos 52 anos, o atirador português vai participar pela quarta vez em Jogos Olímpicos. Na vertente de Pistola 50 Metros e Pistola de Ar Comprimido 10 Metros, o português vai tentar quebrar o domínio asiático que há na carreira de Tiro.

Os Jogos Olímpicos, cuja cerimónia de abertura aconteceu na madrugada de sexta para sábado, estão a decorrer desde quarta-feira, com o início dos jogos do torneio de futebol feminino. Até dia 21 de agosto, mais de 10 mil atletas vão competir para ganhar um lugar no pódio. Portugal está presente com a segunda maior comitiva de sempre. Ao todo são 92 atletas ‘lusos’.

Conteúdo publicado por Sportinforma