Cristiano Ronaldo perdeu o título de melhor do Mundo para Messi, como tudo fazia prever, já que o argentino ganhou, pelo Barcelona, todas as competições onde estava inserido, num total de seis títulos. No entanto, foi o primeiro português a estar no pódio pela terceira vez (em 2007 foi terceiro e venceu no ano de 2008).

Apesar disso, Ronaldo não perdeu o talento e a transferência milionária para o Real Madrid, a mais cara da história do futebol, provam-no.Além disso, fechou a fase de grupos da Liga dos Campeões como o melhor marcador, mesmo só tendo actuado menos de metade do tempo possível.

Eleito para o onze da FIFA na Gala em Zurique, Ronaldo não foi esquecido em Inglaterra, onde brilhou ao serviço do Manchester United e que o consagrou melhor jogador do Mundo no ano transacto, e integra o onze da década da Premiership numa escolha do ESPN Soccernet (juntamente com Shay Given, Neville, Ashley Cole, Terry, Ferdinand, Giggs, Scholes, Vieira, Gerrard e Henry).

No entanto, o português parece não ter "caído no goto" do conceituado desportivo L’Équipe, ao contrário dos restantes gauleses que o elegeram, numa votação online, como um dos jogadores do onze de 2009.

Para o L’Équipe, o jogador luso não tem lugar na equipa de 2009, muito provavelmente pela lesão que o afastou dos relvados durante quase dois meses, lesão essa contraída no primeiro jogo com o Marselha para a Liga dos Campeões, após uma entrada dura de Diawara.

No entanto, Ronaldo agrada à maioria dos franceses, tendo recolhido 15 125 votos dos internautas franceses, só atrás dos catalães Messi (18 618) e de Iniesta (15 248), para integrar o onze do ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.