Álvaro Braga Júnior mantém que o Boavista foi vítima de “duas decisões arrepiantes”, uma da Liga Portuguesa de Futebol Profissional e a outra da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que o atiraram, em 2008, para a Liga de Honra.

O dirigente recordou a decisão do Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa de considerar ilegal a utilização das escutas como prova nos processos disciplinares contra o presidente da União de Leiria.

Foi também com base em escutas telefónicas que o Boavista acabou despromovido à Liga de Honra, numa decisão tomada pela Liga e que o Conselho de Justiça (CJ) da FPF confirmou depois.

Álvaro Braga Júnior espera que “seja feita também justiça ao Boavista” e faz votos para que “os tribunais decidam o mais rapidamente possível” sobre o recurso apresentado pelos “axadrezados”, pedindo que seja anulada a reunião do Conselho de Justiça que ratificou a sentença proferida pela Liga.

O Boavista considera que “é quase incalculável” aquilo que pode reclamar pela despromoção forçada, mas a sua primeira exigência é o regresso à divisão principal.

Os “axadrezados” caíram entretanto para a II divisão (zona Norte) e quarta-feira fazem a estreia na prova, recebendo no Estádio do Bessa o Tirsense, às 18:00, num jogo relativo à primeira jornada.

O treinador Jorge Madureira tem à sua disposição 26 jogadores, mas alguns deles estão indisponíveis por razões distintas.

O “capitão” Jorge Silva encontra-se castigado, o defesa central Zé Carlos lesionou-se, alguns contratos não foram ainda deferidos e faltam os certificados internacionais de Jorge Rodrigues, ex-Gorica, da Eslovénia, e Fonseca, ex-Granada, de Espanha.

As dificuldades que o Boavista enfrentou até à semana passada para conseguir competir na II Divisão ampliaram os “os níveis de ansiedade” dos jogadores, referiu Jorge Madureira.

Apesar disso, o técnico garantiu que “o Boavista, como sempre, vai jogar para ganhar” e deixou claro: “acredito na subida”.

Álvaro Braga Júnior reforçou, dizendo que o objectivo é “dignificar o clube, entrando em campo para tentar vencer o mais possível”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto