O Boavista vai para eleições antecipadas, após a demissão do seu presidente, Álvaro Braga Jr., e de todos os diretores eleitos, hoje apresentada.

O calendário apontava para eleições no mês de agosto, mas Álvaro Braga Jr. entende que «esperar por essa data seria lesar os interesses da instituição», pelo que enviou a carta de demissão, que desencadeia o processo eleitoral nos "axadrezados".

O presidente demissionário refere como motivos para que não se espere por agosto «as habituais dificuldades financeiras e a preparação da próxima época».

«Afigura-se-me, portanto, que antecipar o ato eleitoral serve os interesses do Boavista (no seu todo) e permite que eventuais interessados possam aparecer com soluções para a coletividade e, legitimamente, assumirem o seu futuro», refere a carta de Braga Jr.

Entetanto, Luís Teixeira de Melo, presidente da Mesa da Assembleia-Geral, já anunciou que o prazo para apresentação de listas para a Direção, Conselho Fiscal e Mesa da AG decorre até às 17h00 do dia 25 de maio.

O Boavista disputou o campeonato da II divisão, Zona Centro, em que terminou em quarto lugar, ficando assim longe do objetivo do acesso à Liga de Honra.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.