O antigo futebolista e selecionador Humberto Coelho considera que Portugal «vai ter uma eliminatória difícil» com a Bósnia-Herzegovina, adversário que defrontará no “playoff” de apuramento para o Euro2012.

«Vai ser uma eliminatória difícil. Vi o jogo com a França (1-1) e a Bósnia pareceu-me uma equipa mais madura, mais organizada e, de facto, com jogadores que tecnicamente são muito evoluídos», disse à agência Lusa Humberto Coelho.

Para seguir em frente, Humberto Coelho defende que tem que existir um «Portugal forte» e que a formação lusa «pode passar», mas que tem que estar consciente que vai ter dois jogos difíceis, a 11 ou 12 de novembro e 15 de novembro.

Humberto Coelho, que fará parte da direção da FPF caso Fernando Gomes vença as eleições de 10 de dezembro, relativizou ainda o facto de a seleção jogar primeiro fora: dizendo que há vantagens e desvantagens.

«Por um lado pode recuperar de uma desvantagem mas, por outro lado, às vezes a pressão exercida é mais forte quando se joga em casa o segundo jogo. Tem que estar preparado para as duas», frisou o antigo selecionador.

Certo é que o primeiro jogo «é fundamental» e Humberto Coelho lembrou que Portugal tem de fazer o mesmo que fez no “playoff” para o Mundial, quando venceu os dois jogos com a Bósnia, ambos por 1-0.

«Pode fazer um bom jogo na Bósnia, aliás como o fez quando foi a eliminatória para o Mundial2010 (vencendo ambos por 1-0)», concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.