Armando Sadiku fez hoje história para a Albânia, ao anotar o primeiro tento daquela seleção em europeus de futebol, permitindo ainda aos albaneses alcançar a primeira vitória e manter-se na corrida aos 'oitavos' do Euro2016.

Numa partida em que a Roménia era clara favorita e, em caso de vitória, ficaria em excelente posição para seguir em frente, mesmo sendo terceira no grupo A, a Albânia revelou-se melhor e foi uma justa vencedora, relegando os romenos para o quarto lugar do grupo, o que ditou desde logo a sua eliminação.

Por parte da Albânia, inicialmente apontada como grande candidata a ficar no último lugar do grupo, para já a 'festa' faz-se com a obtenção do primeiro golo e conquista da primeira vitória em europeus, nesta sua edição de estreia, mas o apuramento para os oitavos de final ainda não está afastado, pelo que a ansiedade marcará os próximos dias do povo albanês.

No outro encontro do grupo, o empate 0-0 não surpreendeu, já que era um resultado que servia às duas partes.

A França, que já tinha assegurado na ronda anterior o apuramento para os oitavos de final, garantia o primeiro lugar do grupo desde que não perdesse, enquanto a Suíça seguia em frente com o segundo lugar se obtivesse pelo menos o empate, como veio a suceder.

Deste modo, é já certo que nos oitavos de final a França meça forças com o terceiro classificado de um destes três grupos, C/D/E, enquanto a Suíça jogará contra o segundo do grupo C.

Num dia marcado pelo fecho do primeiro grupo da primeira fase, realce ainda para a decisão da UEFA de abrir inquéritos às federações de Portugal, Hungria e Bélgica, na sequência de incidentes em que os seus adeptos estiveram envolvidos nos estádios dos encontros de sábado.

A abertura destes inquéritos juntou-se a outros abertos à Croácia e à Turquia na sexta-feira, igualmente por incidentes com os seus adeptos, tendo o organismo que rege o futebol europeu já sancionado a Rússia com a desqualificação na prova, com pena suspensa, devido aos incidentes protagonizados no jogo com a Inglaterra.

Das três federações agora visadas, a Hungria é a que arrisca uma pena mais pesada. Alguns dos seus adeptos terão entrado em confronto com os seguranças e a polícia no estádio Velodrome, em Marselha, antes do início do encontro com a Islândia, tendo atirado tochas luminosas para o relvado logo após o apito final.

Enquanto a decisão do inquérito foi anunciada para terça-feira, as de Bélgica, uso de fumos e lançamento de projéteis, e de Portugal, invasão do terreno de jogo, não foram ainda reveladas.

O inquérito à Portugal deve-se à invasão do terreno por parte de um adepto, que tirou uma 'selfie' com a estrela lusa Cristiano Ronaldo.

Na segunda-feira, cumpre-se o 11.º dia da prova, que definirá o escalonamento do grupo B, com os embates Eslováquia-Inglaterra, em Saint-Etienne, e Rússia-País de Gales, em Toulouse, ambos às 21:00 locais (20:00 em Lisboa).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.