Portugal regressa hoje aos treinos, em Budapeste, depois da primeira derrota no Euro2020, diante da Alemanha (4-2), em Munique, numa sessão que não deverá contar com os titulares, nem com os lesionados João Félix e Nuno Mendes.

O campeão europeu, que tinha entrado a ganhar em grandes competições pela primeira vez desde o Europeu de 2008, na terça-feira, diante da Hungria (1-0), vai, agora, dar início à preparação do jogo com a França, na quarta-feira, da terceira e última ronda do Grupo F.

No desafio com os germânicos, o selecionador luso, Fernando Santos, esteve privado do defesa Nuno Mendes e do avançado João Félix, ambos com problemas musculares, pelo que não devem estar presentes no relvado do Estádio Illovszky Rudolf, em Budapeste, tal como os titulares de sábado.

Na sessão agendada para as 18:00 (17:00 em Lisboa), apenas os suplentes utilizados e aqueles que não foram opção para o selecionador deverão treinar-se no relvado.

Num dia em que não haverá conferência de imprensa, os primeiros 15 minutos da sessão serão abertos aos jornalistas.

No sábado, os avançados Cristiano Ronaldo, aos 15 minutos, e Diogo Jota, aos 67, fizeram os golos lusos, que tiveram outros dois marcadores, Rúben Dias, aos 35, e Raphaël Guerreiro, aos 39, mas na própria baliza. Para os alemães também marcaram Kai Havertz (51) e Robin Gosens (60).

Na classificação, Portugal, que na quarta-feira defronta a França, em Budapeste, é terceiro, com três pontos, os mesmos da Alemanha, segunda, e menos um do que a líder França, enquanto a Hungria é quarta, com um, depois do 1-1 com os gauleses.

O Euro2020, que foi adiado para 2021 devido à pandemia de covid-19, decorre até 11 de julho, em 11 cidades de 11 países.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.