Portugal defronta a Ucrânia na próxima sexta-feira no Estádio da Luz em jogo a contar para o apuramento do Euro2020, e a seleção ucraniana garantiu um 'reforço de peso' na passada segunda-feira com a naturalização de Júnior Moraes, avançado brasileiro do Shakhtar Donetsk que esta época já conta com 16 golos.

De acordo com um comunicado da Federação ucraniana, o selecionador Andriy Shevchenko convocou de imediato Júnior Moraes para integrar os trabalhos de preparação para o jogo com Portugal sendo provável que o avançado do Shakhtar Donetsk venha a estrear-se com a camisola da Ucrânia frente aos atuais campeões europeus.

Em declarações ao portal oficial do Shakhtar Donetsk, Júnior Moraes explicou porque decidiu pedir a naturalização ucraniana.

"A Ucrânia é o país que a minha família e eu escolhemos para viver há sete anos. O nosso filho cresceu aqui e anda na escola cá. Tivemos oportunidades para deixar este país muitas vezes, mas tomámos sempre a decisão de ficar porque somos felizes na Ucrânia", afirmou Júnior Moraes, irmão do antigo jogador do FC Porto Bruno Moraes.

Recorde-se que Júnior Moraes chegou ao futebol ucraniano em 2010, seguindo-se uma passagem pelo futebol búlgaro ao serviço do CSKA Sofia. Em 2012 regressou à Ucrânia para jogar no Metalurh Donetsk até 2015. Na época seguinte, Júnior Moraes foi contratado pelo Dínamo de Kiev, clube que representou até 2018 com uma passagem pelos chineses dos Tianjin Quanjian em 2017 por empréstimo.

Contratado esta época pelo Shakhtar de Paulo Fonseca, o avançado brasileiro é o atual melhor marcador do campeonato ucraniano com 16 golos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.