Depois de 51 internaconalizações e dois golos pela seleção principal da Arménia, o central Varazdot Haroyan vai agora defender o seu país de outa forma.

É que, com o escalar do conflito entre Arménia e Azerbaijão e os dois países a entrarem em guerra, com os azeris a exigirem a retirada dos arménios do território de Nagorno-Karabakh, o jogador de 28 anos respondeu afirmativamente ao repto do governo do seu páis para que os menores de 40 anos se unam às fileiras do exército e alistou-se, pronto a combater, avança a generalidade da imprensa internacional.

Haroyan, de 28 anos, que está na sua quarta temporada ao serviço dos russos do FK Ural, estaria mesmo prestes a assinar contrato com os gregos do Larissa, mas à última hora mudou de ideias, para combater pelo seu país. Depois de mais de 250 jogos e uma dúzia de golos pelos vários clubes que representou, a luta do defesa-central vai, agora, ser outra e este já não alinhará nos próximos compromissos da seleção da Arménia, que já chegou a capitanear.

Arménia e Azerbaijão estão há largos anos em conflito pelo território de Nagorno-Karabakh, mas desde o passado fim de semana os confrontos têm vindo a subir de tom, com acusações mútuas de ataques militares, os quais desde então terão já provocado dezenas de mortes entre os dois países.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.