O Shakhtar Donetsk, de Paulo Fonseca, sofreu este domingo dois golos no período de descontos, quando estava reduzido a oito, para sair derrotado da visita ao Zorya Lugansk (2-1), em jogo da 19.ª jornada da Liga ucraniana de futebol.

Duas expulsões por acumulação de amarelos e uma com vermelho direto abriram o caminho à reviravolta do Zorya Lugansk, que, com dois golos marcados no tempo de compensação, impôs a terceira derrota no campeonato à equipa treinada por Paulo Fonseca.

Quatro dias depois de celebrar a passagem aos oitavos de final da Liga dos Campeões vestido de Zorro, o técnico português trocou os festejos por protestos: a vencer desde os 56 minutos, graças a um golo de Ivan Petryak, a equipa de Donetsk perdeu três jogadores em 11 minutos e, com isso, o controlo do encontro.

Diante do quarto classificado do campeonato ucraniano, o Shakhtar viu-se em apuros, devido às expulsões, por acumulação de amarelos, do autor do golo (79 minutos) e do brasileiro Fred (86), e de Yaroslav Rakitsky, com vermelho direto (90).

Reduzido a oito, o líder sofreu dois golos de rajada, da autoria de Silas, de grande penalidade, aos 90+2, e de Vladyslav Kochergin, aos 90+4.

No final do encontro, Paulo Fonseca, de cabeça perdida, protestou veementemente junto ao árbitro.

Com esta derrota, o Shakhtar mantém os 42 pontos, tendo agora o segundo classificado, o Dínamo Kiev, que tem menos um jogo, a três pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.