Diego Armando Maradona morreu esta quarta-feira, vítima de uma paragem cardíaca na sua vivenda em Tigre, na província de Buenos Aires. O craque argentino foi a enterrar esta quinta-feira no Jardim Bela Vista, um cemitério privado, onde também foram enterrados os pais Diego Maradona e Dalma Salvadora Franco, que faleceram em 2015 e 2011, respetivamente.

Durante esta quinta-feira, foram surgindo mais dados sobre a morte de 'El Pibe'. A imprensa argentina deu conta do que terão sido as últimas palavras de Maradona. Um dos sobrinhos do antigo jogador terá sido a última pessoa a ver Maradona com vida e o último a falar com ele.

"Sinto-me mal", terá afirmado Diego Armando Maradona, momentos antes de se deitar. Na dia seguinte uma das suas assistentes encontrou-o sem vida, quando foi acorda-lo, avança imprensa argentina.

A carreira de futebolista de Maradona, de 1976 a 1997, ficou marcada pela conquista, pela Argentina, do Mundial de 1986, no México, e os dois títulos italianos e a Taça UEFA vencidos ao serviço dos italianos do Nápoles.

O Presidente argentino, Alberto Fernández, decretou três dias de luto nacional pela morte de Maradona, cujas cerimónias fúnebres vão decorrer até sábado, na Casa Rosada, a sede do governo do país.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.