Marco Materazzi criticou os italianos que não saíram em sua defesa após a final do Mundial 2006, ganha pelos transalpinos à França.

O antigo defesa central marcou o golo do empate antes dos penáltis, num jogo que ficou também marcado pela cabeçada que levou no peito, provocada por Zinedine Zidane.

"Zidane foi protegido pelos franceses, mas eu fui despedaçado pelos meus compatriotas, que não vi como reais italianos", afirmou Materazzi, numa conversa com o cozinheiro Davide Oldani, através da rede social Instagram.

"Eu sou patriota, vou sempre defender as cores de Itália. As críticas desses foram o que mais me doeu depois desse Mundial. Essas mesmas pessoas deveriam ter beijado o chão que pisei, visto que eu marquei o empate na final", frisou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.