O antigo internacional camaronês, Samuel Eto'o, não gostou de ver o seu nome envolvido numa partida de 1 de abril do portal 'Jeune Afrique' e ameaça agora mover um processo contra o referido site por entender que houve uma grande falta de respeito pelas instituições do seu país.

"Como camaronês tenho um enorme respeito pelas instituições do meu país e daqueles que as lideram. Assim acredito que as eleições presidenciais de 2018 nos Camarões e o exercício da cargo supremo são muito importantes e não podem ser discutidos de ânimo leve", escreveu Samuel Eto'o na sua página pessoal do Facebook em referência a uma entrevista imaginária publicada no referido portal em que são atribuídas palavras ao antigo avançado do Barcelona e Inter sobre os graves problemas que envolvem a parte da população que fala inglês.

"Ainda mais grave, os autores desta farsa troçaram da crise anglófona, uma situação que provocou desolação e deixou de luto o meu país. Penso que estas palavras que me são atribuídas são redutores e denotam uma total falta de respeito", acrescentou.

De referir ainda que o próprio portal manteve a 'peça' online, embora tenha apagado a referência à alegada crise anglófona, esclarecendo que se trata de 'uma entrevista imaginária'.

"Como se percebe pelo tom humorístico desta entrevista, Samuel Eto'o numa reclamou que se iria cadidatar à presidência dos Camarões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.