As ações do presidente do Barcelona, Josep Maria Bartolomeu, continuam a dar que falar e a causar divisões entre os próprios jogadores do clube que nem mesmo a goleada alcançada no arranque da Liga dos Campeões parece atenuar. Segundo o diário 'Marca', há agora no Barça "um balneário dividido em dois", após o presidente do Barça ter manifestado a todos os jogadores a intenção de reduzir a folha salarial do clube e de alguns jogadores terem começado a ceder.

Face à pandemia provocada pela COVID-19, a direção liderada por Bartomeu decidiu levar a cabo uma drástica redução do orçamento do clube, na ordem dos 25 por cento, o que obriga também a reduzir a massa salarial do plantel principal 'blaugrana'.

A ideia passava por reduzir os salários aos jogadores nestes primeiros anos e repô-los no patamar atual nas últimas temporadas de contrato, o que poderia acabar por se revelar uma herança envenenada para o próximo presidente.

Os jogadores mostraram-se, à partida, pouco abertos a essa possibilidade, tendo mesmo alguns deles assinado uma carta recusando tal perspetiva, sentindo que a saída de Josep Maria Bartomeu da presidência poderá até estar para breve.cargo a qualquer momento, porém nem todos alinharam na mesma ideia.

É que alguns jogadores começaram já a ceder, com a renovação dos contratos de Ter Stegen e De Jong, que acabaram por negociar a sua renovação e não assinaram sequer a referida carta com os restantes companheiros. Se o guarda-redes estava há já algum tempo em negociações para prolongar o seu vínculo, o De Jong chegou ao clube na temporada passada e o seu vínculo estava longe de expirar. Mais estanha ainda, sublinha a 'Marca', foi a renovação de Gerard Piqué, que havia sido um dos jogadores a assinar a tal carta mas que agora renovou até 2024. Também Lenglet já assinou novo vínculo com o Barça.

Estas renovações surgem antes do arranque das negociações para uma redução do salário da generalidade dos elementos do clube, as quais deveria ter início esta quarta-feira e contar com a presença de um jogador, mas às quais os futebolistas do Barça tinham anunciado não ir participar. Agora, com o anúncio destas renovações precisamente na véspera da data marcada para o início dessas negociações, o ambiente dentro do balneário do Barça terá ficado ainda mais pesado.

Segundo a 'Marca', a intenção de Josep Maria Bartomeu passou mesmo por dividir o plantel, para que assim mais facilmente o possa 'conquistar' no que toca a levar avante as suas intenções.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.