O futebolista português Paulo Machado pediu hoje desculpa ao Dínamo Zagreb e aos seus adeptos pela forma como reagiu na sequência da sua substituição, no encontro que terminou empatado 1-1 frente aos noruegueses do Molde.

“Peço desculpa aos meus colegas de equipa porque não pude ajudá-los a vencer o jogo. Peço desculpa aos adeptos do Dínamo de Zagreb por tê-los desapontado e também ao clube porque sempre me deu todas as condições para fazer o meu trabalho”, afirmou o médio português na sua página oficial do Facebook.

O internacional português, de 29 anos, pediu também desculpa aos seus filhos, pelo mau exemplo, e ao seu pai, que fazia anos na terça-feira e ao qual tinha prometido a vitória no jogo da primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

Paulo Machado, que foi substituído por Marko Rog aos 65 minutos, reagiu mal aos assobios vindos da bancada e fez gestos obscenos dirigidos aos adeptos do Dínamo Zagreb, num “ato irrefletido” que levou o árbitro belga Serge Gummieny a expulsá-lo, quando já se encontrava sentado no banco de suplentes.

O médio português, que vai iniciar a segunda época na equipa croata, na qual é companheiro dos compatriotas Eduardo, Ivo Pinto e Gonçalo Santos, acrescentou ainda que vai arcar com todas as consequências do ato cometido.

O Dínamo Zagreb, que venceu os últimos dez campeonatos da Croácia, desloca-se à Noruega a 04 de agosto para disputar a segunda mão da terceira pré-eliminatória frente ao Molde.

Veja o vídeo com o momento da expulsão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.