O Rennes garantiu a sua passagem direta para a fase de grupos da próxima Liga dos Campeões esta terça-feira, algo nunca antes alcançado pelo clube francês.

Tudo correu bem para a equipa, que foi o terceiro na Ligue 1, e que deveria passar por duas rondas preliminares em setembro, para entrar na Champions em virtude do coeficiente da UEFA para o campeonato francês.

Especial Liga dos Campeões: Acompanhe todas as decisões com o SAPO Desporto! 

De acordo com os regulamentos da UEFA, o Rennes poderia ser dispensado desses confrontos se recuperasse a vaga destinada ao vencedor da Liga Europa, caso este já estivesse apurado para a Liga dos Campeões.

Com os resultados da passada terça-feira, os quatro clubes que vão disputar as semifinais da Liga Europa - Inter Milão, Manchester United, Sevilha e Shakhtar Donetsk - já tinham garantido a sua presença na Liga dos Campeões através dos respectivos campeonatos nacionais.

O Rennes vai, assim, jogar a prestigiosa e lucrativa fase de grupos da Champions League a partir de 20 de outubro, juntamente com o PSG e o Olympique de Marselha, treinado pelo português André Villas-Boas, e talvez do Lyon, que para isso teria que cumprir a difícil missão de vencer o 'Final 8' em Lisboa.

"Estamos orgulhosos porque vamos viver um momento histórico e privilegiado (...) Vamos descobrir tudo isto com uma enorme vontade de aproveitar ao máximo", reagiu o treinador do Rennes, Julien Stéphan, em comunicado divulgado na noite de terça-feira pelo clube francês.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.