O FC Porto passou hoje a ostentar, em igualdade com a versão 1963/64 do Sporting, o melhor ataque de uma equipa portuguesa numa única época nas taças europeias de futebol, ao totalizar 36 golos.

Ao vencer no reduto do Spartak de Moscovo por 5-2, depois de já ter ganho no Dragão por 5-1, o “onze” de André Villas-Boas aumentou a sua contagem de golos de 31 para 36 tentos, igualando a equipa “leonina” vencedora da Taça das Taças.

Com o triunfo na capital russa, o FC Porto conquistou o direito a disputar as meias-finais, nas quais só precisa de conseguir um golo – em princípio face ao Villarreal – para bater o recorde do Sporting.

Os “leões” conseguiram, no entanto, o seu registo em apenas 12 encontros, sendo que metade dos golos aconteceram face aos cipriotas do Apoel, batidos por um total de 18-1 no conjunto das duas “mãos” (16-1 e 2-0).

Por seu lado, o FC Porto soma já 14 jogos disputados, nos quais somou 12 vitórias, cedendo apenas um empate (1-1 com o Besiktas, na fase de grupos) e uma derrota (0-1 com o Sevilha, nos 16 avos de final, após 2-1 fora).

Em matéria de golos, os “dragões” contam agora 36 marcados e 12 sofridos, sendo que o colombiano Falcao somou hoje o seu 12.º tento na prova, batendo o recorde do “leão” Mascarenhas, que em 1963/64 tinha apontado 11 golos.

O brasileiro Hulk, que hoje inaugurou o marcador em Moscovo, é o segundo melhor goleador dos “dragões”, com sete tentos, seguido pelo colombiano Guarin, com quatro, depois de também ter facturado face ao Spartak de Moscovo.

Com mais cinco golos do FC Porto, Portugal passa a totalizar 112 na edição 2010/2011 das taças europeias, já mais 37 do que o anterior recorde (75 em 2009/2010).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.