“Portugal foi uma selecção que visivelmente quis jogar no contra-ataque e o Carlos Queiroz apostou em explorar a velocidade do Danny e do Cristiano Ronaldo, que são jogadores muito rápidos”, começou por analisar Júlio César, que acrescentou que foi um jogo equilibrado.

“Tivemos muita posse de bola e paciência, mas Portugal defendeu-se muito bem e foi um jogo de igual para igual. Julgo que Portugal tem grandes hipóteses de fazer um bom Mundial.”

Um dos melhores jogadores do Mundo na sua posição neste momento, Júlio César acedeu ainda a comentar a prestação de Eduardo:

“O Eduardo está muito bem e está a fazer um excelente trabalho. Fico feliz quando um colega de posição termina um jogo sem sofrer qualquer golo e o Eduardo ainda não sofreu nenhum.” 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.