“Se assistir à final até ao fim, é possível que entregue o troféu ao vencedor desta edição do Mundial”, referiu o presidente da FIFA.

Blatter lembrou que Mandela, de 91 anos e com um estado de saúde débil, não assistiu à cerimónia de abertura da competição, a 11 de Junho, devido à morte de uma das suas bisnetas, na véspera.

“Agora esperamos todos que possam assistir à final. Seria uma honra para a África do Sul ser Mandela, um dos mentores da realização da prova no país, a entregar a Taça”, disse Blatter.

O presidente da FIFA mostrou-se satisfeito com a forma como tem decorrido o Mundial e afirmou que quando faltam disputar apenas dois dos 64 jogos do torneio, “a prova está a ser um êxito”.

Sábado, Alemanha e Uruguai discutem o terceiro e quarto lugar, enquanto domingo Holanda e Espanha lutam pelo primeiro título mundial do seu historial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.