A polícia albanesa diz ter tomado medidas extremas para garantir a segurança no jogo de sábado com Israel, de qualificação para o Mundial2018 de futebol, destacando um efetivo de 2.000 polícias.

Em comunicado, os responsáveis dizem que o jogo contará com muitos mais polícias do que habitualmente acontece em outros jogos e que os adeptos serão controlados à entrada do estádio em Elbasan.

A polícia aconselha também os automobilistas a não utilizarem a estrada entre a capital Tirana e Elbasan, tendo em conta que o tráfego estará condicionado.

Na terça-feira, a Federação Albanesa de Futebol anunciou que o Albânia-Israel era transferido do Estádio Loro Borici, em Shkroda, para a Elbasan Arena, a 50 quilómetros da capital Tirana, por "razões de segurança".

“Nos últimos dias responsáveis dos Balcãs prenderam indivíduos ligados aos ISIS [autoproclamado Estado Islâmico], que planeavam ataques terroristas contra alvos concretos nos Balcãs, incluindo o jogo internacional entre Albânia e Israel”, alertou a unidade antiterrorista israelita.

O mesmo organismo entende que, apesar das detenções, existe uma ameaça significativa de ataques na região e, assim, recomenda aos israelitas que “não se desloquem ao jogo da seleção nacional a 12 de novembro”.

Também o ministério dos Desportos e Cultura de Israel assinalou em comunicado que a ministra [Miri Regev] estava “a acompanhar de perto a questão de segurança, considerando que a situação com os jogadores e outros membros da delegação é uma prioridade”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.