A China vai disputar na Tailândia dois jogos da zona asiática de qualificação para o Mundial de futebol de 2022, em março, devido ao surto de coronavírus Covid-19 no país, informou hoje a FIFA.

A China devia receber as Maldivas em 26 de março e em 31 do mesmo mês viajava para Guam, território controlado pelos Estados Unidos, mas com o surto de coronavírus em Wuhan foi forçada a mudar o jogo em casa para terreno neutro.

A FIFA informou que os dois encontros a disputar no final de março pela seleção chinesa serão realizados em Buri Ram, na Tailândia, “dada a situação atual no contexto do surto de coronavírus” e “após consulta às respetivas associações”.

A seleção chinesa está em segundo lugar do grupo A, com sete pontos em quatro jogos, atrás da invicta Síria, que soma por vitórias todos os cinco jogos realizados. O primeiro classificado apura-se para a fase seguinte e o segundo pode também ter acesso.

A China tem ainda previsto receber as Filipinas e a Síria, em 03 e 08 de junho, respetivamente, mas muitos jogos e competições desportivas têm sido cancelados, adiados ou remarcadas para outros países, desde que o vírus surgiu em Wuhan, no final de 2019.

O surto do coronavírus (Covid-19) matou 2.236 pessoas na China continental, segundo a Comissão de Saúde da China, tendo morrido ainda três pessoas no Japão, duas na região chinesa de Hong Kong, duas no Irão, uma nas Filipinas, uma em França, uma em Taiwan e uma na Coreia do Sul.

O coronavírus já infetou mais de 75.000 pessoas a nível mundial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.