O presidente da Assembleia-Geral do Sporting, Dias Ferreira, apenas clarificará a sua posição em relação às eleições do clube após 14 de Fevereiro, quando será formalizada a renúncia dos actuais corpos sociais, liderados por José Eduardo Bettencourt.

«É uma questão que só passarei a apreciar e a pronunciar-me após 14 Fevereiro», respondeu Dias Ferreira, em entrevista à agência Lusa, ao ser instado a clarificar se será candidato nas eleições marcadas para 26 de Março.

O presidente da AG do Sporting explicou a razão pela qual o clube irá realizar eleições a um sábado, pela primeira vez na sua história, garantindo que a decisão teve em conta pedidos dos núcleos e dos sócios que moram na província.

A escolha da última semana de Março ficou também a dever-se ao facto de nesta «não se realizarem jogos» do principal campeonato de futebol português, respeitando-se o prazo estatutário após a renúncia dos corpos sociais.

Até à renúncia formal do actual elenco directivo dos “leões” deverão ser «fechados» dossiers que estão praticamente concluídos e deverá ser José Eduardo Bettencourt que fará o seu anúncio oficial.

«A reestruturação financeira está praticamente terminada. As questões do [novo] pavilhão estão aprovadas. O pagamento da Câmara [Municipal de Lisboa] também está acordado», sublinhou.

O diferendo com a edilidade lisboeta arrasta-se desde a construção do novo Estádio José Alvalade, inaugurado em 2003, e prende-se com as indemnizações que a câmara deverá pagar ao clube pelos terrenos do antigo recinto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.