“Fui notificado pelo tribunal se requeria ou não a abertura da instrução. Tinha até segunda-feira para o fazer e vou fazê-lo”, disse José Gabriel Quaresma, na sequência de uma notícia publicada na segunda-feira pela Lusa.

A notícia dava conta que o futebolista do Benfica Pedro Mantorras e José Gabriel Quaresma iriam a julgamento, acusados do crime de “difamação agravada”.

A acusação partiu do antigo médico do Benfica Bernardo Vasconcelos – cuja conduta profissional, no tratamento da lesão do avançado, foi posta em causa no livro de Mantorras – e foi acompanhada pelo Ministério Público, que em 31 de Agosto emitiu um despacho requerendo o julgamento em processo comum perante Tribunal Singular.

Com a abertura da fase de instrução do processo, as partes serão ouvidas por um juiz, que decidirá se os acusados vão ou não a julgamento e, em caso positivo, se a acusação se mantém ou é alterada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.