O FC Porto definiu o preço exigido para vender em definitivo Maicon ao São Paulo. O clube liderado por Pinto Da Costa quer que o emblema brasileiro pague oito milhões de euros e ainda ceda o passe de Lyanco (defesa central) e Inácio (defesa esquerdo).

As exigências dos Dragões foram apresentadas pelo Presidente do São Paulo, Carlos Augusto Silva. Em entrevista ao programa da ESPN brasileira, “Bola da Vez”, Leca, nome pelo qual é conhecido no universo “tricolor” deu a certeza de que pretende manter Maicon na equipa e que o negócio irá envolver uma quantia monetária e a saída de jogadores.

De acordo com a imprensa brasileira, Inácio parece reunir mais consenso e deverá ser um processo mais simples de resolver. No entanto, Lyanco, segundo jogador que o FC Porto quer envolver no negócio, é um caso mais complicado uma vez que Leca não vê com bons olhos a saída do defesa brasileiro.

Apesar desta discordância, o Presidente do São Paulo garante que as conversações entre ambos os clubes estão bem encaminhadas e afirma que vai fazer tudo o que estiver ao seu dispor para manter Maicon na equipa brasileira.

Kelvin, jogador que também está emprestado ao emblema canarinho também foi mencionado por Leca. À ESPN brasileira, o Presidente do São Paulo deu conta do interesse da direção de manter o extremo do FC Porto a título definitivo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.