O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol deduziu acusação contra Pepe e Tabata, respetivamente jogadores do FC Porto e Sporting, e Luís Gonçalves, diretor-geral dos dragões. Em causa estão os incidentes ocorridos no final do clássico da 22.ª jornada, realizado a 11 de fevereiro, no Estádio do Dragão.

Os dois futebolistas foram expulsos já depois do apito final: Pepe é acusado de pontapear Hugo Viana, diretor-desportivo do Sporting, enquanto Tabata é acusado de empurrar Luís Gonçalves.

De acordo com os regulamentos da Liga, a dupla incorre agora numa suspensão de dois meses a dois anos. Os dois atletas já cumpriram, entretanto, dois jogos de castigo de forma preventiva.

Também foi deduzida acusação sobre Luís Gonçalves, acusado pelo árbitro João Pinheiro de ter entrado “no terreno de jogo para provocar um conflito com um adversário”.

O resultado destas acusações será decidido depois de audiência disciplinar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.