Rui Vitória foi um dos quatro treinadores portugueses que marcaram presença no Fórum de Treinadores de Elite da UEFA, realizado em Nyon, Suíça. À margem do encontro, o treinador do Benfica falou com os jornalistas sobre o que foi discutido e as ideias que partilhou com outros técnicos e com o organismo europeu. Uma das questões debatidas foi o fecho do mercado de transferências. Todos os treinadores querem que feche mais antes do início das competições.

"Debatemos esse assunto na reunião, transmitimos a nossa opinião. Os treinadores são parte muito ativa nesta questão porque, de repente, ficamos a trabalhar com menos jogadores. Montamos uma equipa durante dois meses e, do dia para a noite, podem sair jogadores e as coisas podem mudar. Temos noção de que era importante o mercado fechar mais cedo, já o andamos a dizer há muito tempo e foi transmitido hoje. O mercado devia fechar antes do início das competições genéricas, mas tem de ser a UEFA a definir essas coisas, porque não faz sentido uma liga terminar mais cedo do que na outra. A data devia ser antecipada. Não faz muito sentido tudo poder ser alterado de repente", disse o técnico, em declarações reproduzidas pelo MaisFutebol.

Outro tema abordado foi o videoárbitro. Portugal é um dos países que adotou a tecnologia esta época, pelo que é um dos que pode falar da experiência do VAR no jogo. O técnico ´encarnado` lembra, no entanto, que ser pioneiro nem sempre é bom.

"Demos a nossa opinião sobre vários assuntos e foi uma opinião muito válida, transmitida à UEFA. Agora cabe à UEFA ouvir, registar e depois tomar as decisões que têm de tomar, acho que foi importante estas propostas. Um dos assuntos em debate foi o vídeo-árbitro e aí somos privilegiados porque vivemos isso de uma forma permanente. Transmitimos o sentimento que os treinadores portugueses têm, foi importante. Ser pioneiro não quer dizer que seja melhor, mas transmitimos opiniões e esperamos ser ouvidos", atirou.

Em Nyon, além de Rui Vitória, estiveram ainda José Mourinho, Sérgio Conceição e Leonardo Jardim. O treinador do Benfica trocou impressões com Mourinho, seu adversário na fase de grupos da Liga dos Campeões.

"Falámos um pouco, esse tema [jogo entre Benfica e Manchester United] veio à baila, para mim é uma satisfação muito grande poder recebê-lo, defrontá-lo e ao Manchester United, alguém que é uma referência em termos nacionais. Era bom passarmos os dois, mas agora quando começar logo veremos o que irá acontecer. Mas falámos e foi um convívio muito agradável", afirmou o técnico das ´águias` aos jornalistas, à saída do Fórum em Nyon.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.