Jorge Jesus afirmou que no futebol procura ser “o mais sincero possível”, realçando ainda que tem as suas opiniões muito vincadas, assim como as suas decisões.

“Gosto dos confrontos intelectuais com os meus supostos adversários. Como tenho muitos anos de futebol e de comunicação com jornalistas, sei com que intenção as perguntas são feitas e respondo consoante essa intenção. Procuro ser o mais sincero possível, mesmo sabendo que as consequências poderão prejudicar-me. O correto politicamente não existe. Para mim, é o que está em cima do muro, quando lhe dá jeito cai para um lado ou para o outro. Eu nunca estou em cima do muro. Tenho as minhas opiniões e tomo as minhas decisões, gostem ou não, é a minha forma de ser e não vou mudar. Se sou convencido? Sou. Porquê? Porque o meu trabalho é diferente do dos outros”, disse o treinador dos Leões, em declarações à SIC Notícias.

“Quando acaba o jogo e vou para casa vou a descansar já. Às vezes nem me lembro muito bem o que é que disse e depois vejo na televisão... ‘disse isto tudo, nem sabia’. Também faz parte da estratégia do jogo a sala de imprensa? Também. Ganha jogos? Não. Tem influência? Tem, nem que seja um por cento”, acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.