O rol de interessados em Jesus Corona, a realizar uma excelente temporada ao serviço do FC Porto, vai crescendo. Ainda esta quinta-feita surgiram notícias de que, em Inglaterra, também Everton e Wolveramphton estariam agora a ponderar avançar para a contratação do mexicano.

Isto depois de ao longo de várias semanas ter sido também notícia, que na imprensa britânica, quer na imprensa italiana, o interesse do Chelsea e do Inter de Milão no extremo dos 'dragões', que esta temporada atuou também já várias vezes como lateral direito, sendo precisamente a sua polivalência um dos aspetos que o torna num alvo tão apetecível para estes e outros emblemas de renome do futebol europeu.

O FC Porto, porém, não se mostra disposto a deixar sair Corona por menos do que os 30 milhões de euros estipulados na sua cláusla de rescisão. É que o mexicano tem contrato até junho de 2022 com o conjunto 'azul e branco' e aquando da renovação do vínculo até essa data Corona exigiu, para aceitar a mesma, que a sua cláusula de rescisão, anteriormente fixada nos 50 milhões de euros baixasse para os referidos 30 milhões. Valor de que a SAD do FC Porto não estará agora disposta a abrir mão para deixar aquela que tem sido uma das suas principais figuras da época.

Esta temporada Corona totaliza já 44 jogos pelo FC Porto, tendo marcado quatro golos e efetuado 17 assistências. Ao todo, desde que chegou aos 'dragões', em 2015, soma 214 jogos de dragão ao peito.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.