Em entrevista à TVI, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, falou sobre o fim de carreira de Luisão que pendurou as chuteiras no passado mês de setembro.

"O Luisão tem quinze anos de Benfica. Andou com a mala às costas, a tomar banho de água fria. Passado um ano já se queria ir embora e eu convenci-o a ficar. É um grande capitão do Benfica, e a influência que tinha e tem no plantel…É o meu companheiro de viagem. Prometi-lhe renovar contrato sempre que estivesse em condições, jogasse ou não. Era importante pela influência naquela casa. Falámos um dia os dois, eu falei com o treinador…e pronto, não há nada de outro mundo. Vai trabalhar de outra forma no Benfica, com outras funções", começou por explicar.

"Gostamos de tratar bem todos os nossos atletas. E o Luisão merecia uma atenção muito especial do Benfica. Como não estava a jogar, ele próprio disse que não se sentia bem. Ele disse-me um dia: 'presidente, está na hora de pendurar as minhas chuteiras'. E eu: 'mas tu estás a brincar?' Ao principio não estava a levar muito a sério, depois tive de levar", acrescentou.

Questionado sobre se algum dia Luisão teve problemas com Rui Vitória, Vieira respondeu: "É difícil haver algum problema. Houve sempre um sinal de respeito, falam muito um com o outro, são vizinhos. Não me parece que tenha havido algum problema com Rui Vitória. Ele era o primeiro a começar a trabalhar. Mas só comecei a levar aquilo a sério quando ele disse que tipo de festa de despedida queria e como se queria despedir dos benfiquistas..."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.