O diretor geral para o futebol do FC Porto, Luís Gonçalves realçou a importância de manter Sérgio Conceição como técnico dos azuis e brancos nas próximas épocas e destacou a forma de trabalhar do treinador para o sucesso na conquista do título de campeão nacional.

Em entrevista ao jornal portuense 'O JOGO', o dirigente portista foi questionado sobre a importância da conquista do título de campeão nacional depois de quatro anos de 'jejum', especialmente numa temporada em que houve pouco investimento em reforços para o plantel do FC Porto.

"O que me vai na alma após a conquista deste título? Apenas uma coisa: que o FC Porto voltou à normalidade; que voltou a ganhar", começou por dizer Luís Gonçalves ao jornal O JOGO.

Questionado sobre as dificuldades do FC Porto para alcançar o título, Luís Gonçalves destacou o mérito de Sérgio Conceição em unir o clube em algo mais do que uma família.

"Tudo é difícil quando se tem de lutar com muitas coisas que nenhum de nós julgava que fosse possível existirem no futebol português. Mas existem. E para isso foi preciso muito trabalho. Temos um treinador fantástico, que veio trazer uma dinâmica completamente diferente ao clube. O FC Porto sempre foi uma família, mas hoje é muito mais do que isso. E isso é muito por mérito do Sérgio [Conceição] e do presidente, que o soube escolher", atirou o dirigente do FC Porto.

Pela primeira vez em várias décadas, o FC Porto inverteu a política de contratações tendo adquirido apenas um reforço para atacar a presente temporada. Luís Gonçalves admite que houve uma mudança de paradigma e voltou a elogiar o trabalho de Sérgio Conceição na caminhada para o título.

"Não sei se as equipas investem muito ou pouco para serem campeãs. Admito que sim. Mas o mais importante é que um treinador saiba tirar dos jogadores que tem à disposição tudo o que têm de bom. E o Sérgio [Conceição] conseguiu-o, mostrando a toda a gente que as pessoas estavam enganadas em relação à análise que se fazem dos jogadores. Isso é o que o torna num treinador efectivamente excepcional. Para além disso, ele e a sua equipa técnica têm uma coisa fantástica: amam o FC Porto. E quando se ama o clube, como eu, o presidente e muitas outras pessoas, é mais fácil atingirmos os objectivos. Ele é um grande profissional, mas ao mesmo tempo, sente permanentemente o que é ganhar no FC Porto. Aliás, basta ver como ele bate sempre no peito e no símbolo do FC Porto, manifestando a paixão pelo clube", afirmou Luís Gonçalves.

Sobre a importância de manter Sérgio Conceição à frente da equipa nas próximas temporadas, Luís Gonçalves assumiu que é fundamental manter o técnico do FC Porto e admitiu mesmo a possibilidade de renovar contrato com o técnico.

"É, é, é [fundamental manter Sérgio Conceição]. O Sérgio Conceição tem contrato de dois anos e, portanto, acreditamos que vai continuar connosco. Gostaríamos que ele continuasse por mais anos. Ele trouxe-nos a alegria de viver o azul e branco. E isso, para mim, é o mais importante. Todos os que amam o FC Porto sentem uma lágrima a correr pela face desde [ante]ontem. E isso é importante, porque traduz que o apoio da massa associativa do FC Porto voltou a ser algo inacreditável. Tremi muitas vezes ao ver as pessoas na rua com esta paixão e com este amor. Já não me lembrava de ver algo assim. Isto prova que o Porto voltou a ser Porto", sentenciou Luís Gonçalves.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.