O internacional grego do Benfica, Andreas Samaris, rejeitou uma proposta de renovação de contrato por mais três anos, escreve o jornal A Bola na sua edição de terça-feira.

De acordo com a informação veiculada pelo referido diário desportivo, o empresário de Samaris, Yiannis Emmanouilidis, reuniu-se na sexta-feira com responsáveis da SAD do Benfica para dar início ao processo de renovação de contrato do médio grego, mas os valores do vencimento apresentados pelos 'encarnados' não convenceram o jogador de 29 anos.

Segundo o mesmo jornal, o Benfica apresentou a Samaris uma proposta de renovação de contrato por mais três anos e um salário líquido de um milhão de euros por época. O médio grego nunca escondeu a sua vontade de continuar a jogar de 'àguia ao peito', mas pretende auferir um vencimento de 1,5 milhões de euros, um valor que obrigaria o Benfica a um enorme esforço financeiro.

Para que Samaris receba 1,5 milhões de euros líquidos por época, o Benfica será obrigado a pagar 3 milhões de euros brutos por temporada devido à carga fiscal vigente em Portugal, o que significaria um investimento de 9 milhões de euros por um jogador de 29 anos.

Apesar da rejeição da primeira proposta de renovação, Samaris está disponível para negociar e a SAD do Benfica voltará à carga para garantir a continuidade de um jogador que nos últimos meses ganhou um lugar na equipa titular de Bruno Lage.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.