O Sporting vai ter de voltar a abrir os cordões à bolsa para completar a indemnização a Sinisa Mihajlovic, que assim chegará mesmo aos três milhões de euros exigidos pelo técncio sérvio.

Segundo escreve esta quarta-feira o jornal 'Record', um tribunal suíço para o qual o treinador recorreu ordenou a penhora de mais 750 mil euros de receitas do Sporting provenientes da UEFA.

Recorde-se que Mihajlovic foi contratado por Bruno de Carvalho para orientar os 'leões' antes do arranque da temporada 2018/19, acabando por não realizar qualquer jogo no comando técnico da equipa, em virtude da destituição do antigo presidente, acabando despedido por Sousa Cintra, que liderou o clube de Alvalade na transição até às eleições que elegeram Frederico Varandas.

Após recurso interposto pelo no Tribual Arbitral do Desporto (TAS), Mihajlovic acabou por ser indemnizado em cerca de três milhões de euros, mas desse valor apenas 2,25 milhões de euros chegaram à sua conta, com o Sporting a deduzir os valores que teve de pagar ao Estado. Mihajlovic não concordou, apresentou queixa na UEFA e recorreu a um tribunal de Lausanne que, de acordo com o 'Record', lhe terá agora dado razão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.