A seleção angolana venceu a Académica de Coimbra por 2-0, em jogo amistoso realizado em Coimbra. Os golos dos "Palancas Negras" foram marcados por Bastos e João Real (auto-golo).

Num jogo que era para ser uma festa para os "estudantes", após a conquista da Taça de Portugal no passado domingo, foram os angolanos a sorrirem no fim, com o resultado e a exibição. Com um futebol de toques curtos e de transições rápidas, a seleção angola conseguiu arquitetar vários contra-ataques perigosos, sendo que um deles resultou em auto-golo de João Real.

A primeira parte foi repartida em oportunidades de golo. Angola marcou aos oito minutos. Num livre de Djalma para a área, a defesa da "Briosa" cortou mal a bola, que sobrou para os pés de Bastos. O central, atirou, de bico, para o fundo da baliza. A Académica poderia ter marcado em dois lances mas Bastos primeiro e o guarda-redes Neblu depois, evitaram os golos de David Simão e Diogo Valente, respetivamente.

A Académica continuava à procura do golo mas sem criar grandes oportunidades. Angola, retraída na sua defesa, ia saindo em contra-ataques rápidos, tirando partido da velocidade de jogadores como Djalma, Yano e Mateus.

Em contra-ataque, os Palancas Negras poderiam ter feito o 3-0 antes do intervalo mas em duas ocasiões os remates, de Djalma primeiro e Mateus depois, pararam nas mãos do guarda-redes dos "estudantes".

No segundo tempo foi Angola a estar mais perto do terceiro golo. Na marcação de um canto por Djalma, Bastos antecipou-se ao guarda-redes e atirou de cabeça, com a bola a sair muito perto do poste.

As várias substituições que foram sendo feitas ao logo do encontro, quebraram o ritmo de jogo das duas equipas mas mesmo assim, ia-se assistindo a bons momentos de futebol. O treinador da "Briosa", Pedro Emanuel, aproveitou para dar minutos a quase todos os jogadores do plantel, inclusivé os três guarda-redes. Romeu Filemon também fez o mesmo no lado angolano, mexendo muito na equipa, principalmente no segundo tempo.

A Académica ia apertando o cerco a baliza angolana, nem sempre com o melhor discernimento mas sempre com algum perigo, que ia sendo resolvido, ora pela defesa dos Palancas, ora pela falta de pontaria dos "estudantes".

Perto do final brilharam os guarda-redes angolanos. Primeiro Jotabé, que entrou ao intervalo, a fazer grande defesa após remate de Fábio Luís já dentro da área e depois Landú, que entrou aos 86`, a negar o golo a  Magic, defendendo para canto uma bola com selo de golo.

Angola joga dia 29 de Maio com a Macedónia em outro amigável, antes de viajar para Luanda onde recebe o Uganda, em jogo da 1ª jornada do Grupo J de apuramento ao Mundial´2014.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.