Uma fonte próxima do presidente da FPF disse à agência Lusa que “não fazia sentido fazer um pedido formal, porque, na conversa pessoal entre Gilberto Madail e Florentino Pérez, o presidente do Real Madrid deixou claro que não libertava José Mourinho para aqueles dois jogos”.

De acordo com a mesma fonte, Floretino Pérez defendeu que havia “uma opinião interna” no Real Madrid que “era contra a possibilidade” de José Mourinho treinar Portugal nos jogos com a Dinamarca (08 de 0utubro) e a Islândia (12).

No sábado, o director desportivo do Real Madrid, Jorge Valdano, disse que não tinha havido um pedido oficial da FPF para a cedência do técnico luso.

A mesma fonte lembrou que Madail “era para ir a Madrid na segunda-feira para se encontrar com Florentino Pérez e falarem sobre o assunto”, mas sublinhou “que neste momento já não fazia sentido”.

O líder federativo vai encontrar-se na segunda-feira com Paulo Bento, que será apresentado como seleccionador no mesmo dia, se houver acordo, reforçou a mesma fonte.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.